nada

o Todo surge do Nada

Nada é a magia do cotidiano

Assim sendo, podemos dizer que Nada é o Todo que existe

Nada é você, sou eu, somos nós & tudo que nos envolve,

que permeia o universo (in)visível ao nosso redor.


Nada é uma zona autônoma temporária:

navio carregado de pensamentos à deriva.

 

Nada é este site — espaço virtual, abstrato & subjetivo — Pangéia da Linguagem;

abrigo efêmero da Arte em suas manifestações verbais, pictóricas & visuais

Nada é livre, espontâneo: é cosmicamente tosco, sincero & despretensioso

poético & profano. profundo & fútil. descartável & útil.


Nada é bagadefente, seus devaneios & experimentos:

subjetivarte poético-daltônica.

 

Nada é processo, navio pirata dilacerado

artesanatos com palavras & imagens

Nada é Tudo, e Tudo é copyleft:

copie, cole, espalhe:

alterações, interações & expressões são bem-vindas.

Nada é oceano infinito

mergulhe de acordo com seu fôlego


Nada é um pouco de tudo

& tudo é um pouco de Nada

 

Nada é Nada & vice-versa

.